5 de ago de 2010

Diário de Bordo

No Brasil as pessoas são muito comunicativas. Na sala de embarque as pessoas conversam como se conhecessem há anos, contando suas vidas... Como todo brasileiro gosta de pagar um King Kong, colocaram um boneco gigante do Super Homem na porta do free shop, TODOS tiraram foto, e eu não poderia perder essa chance, né?


Beem, o vôo pra Miami está chamando e eu tenho que embarcar no portão 39.

O avião é um luxo, comparado com aos que viajei de GYN pro Rio ou vice-versa. Os assentos são confortáveis,porém foram feitos para pessoas de baixa estatura, já que minhas pernas ficam apertadas. Hehe. Mas este é o mal de ser grande. Kkkkkk. Aaaah, sem contar que pra cada assento possui uma TV onde você pode assistir filme, ouvir musica, ver Tv... No momento estou ouvindo Halo da Beyoncé. Também tem uma almofada para você tirar uma soneca... Bem, eles proporcionam todo conforto que você ficar 9 hs dentro do avião. Hehehe. É, acho que meus livros só terão serventia no aeroporto de Miami, quando eu tiver que ficar esperando por 7 horas o avião para Dallas.

Estou tremendo da cabeça aos pés, nunca fui para tão longe, mas é uma oportunidade única, que estou agarrando com todas as minhas pequenas e roídas unhas.

Não sei se mencionei mas o avião é imeeeeeenso. Parece aqueles de filme. São 7 fileiras numeradas até o 39. Ou seja, 273 lugares.. Uaaau! Hehehe (Pobre é foda, fica impressionado com tudo! kkkkk) Ah, e esse avião tem 1º classe, é a coisa mais linda. Hehehehe. Só que estou na econômica mesmo. Hahaha

Recebi um formulário que faz perguntas “mais sem sentido” do que as do visto, pois é né?!

O avião está decolando. Comecei a assistir o filme “Uma noite fora de série”. Com o avião no ar, do nada cortaram a programação de todas as TVs e começou a tocar “levada louca” da Ivete. Kkkkkk

Depois de comer uma janta maravilhosa e acabar de assisti o filme, comecei a assistir “A Princesa e o Sapo”. Lembrei da Juju. É muito bonitinho, como todo filme da Disney. xD Não aguentei ver o filme todo e dormi, a mantinha que eles disponibilizam serviu pra me esquentar já que ar estava ligado... FRIO DEMAAAIS!!

Quando acordei voltei a assistir “A Princesa e o Sapo”. Nossa, a história é bonitinha, mas tem cada personagem macabro.. =/ Acabei de assistir o filme tomando café da manhã: pão com presunto e queijo, pedaços de mamão e melão e suco de laranja. Tudo uma delícia.

Chegamos em Miami, de novo tremendo dos pés a cabeça, mas dessa vez é de frio. Filas e filas e muita enrolação com o idioma e então fui para o gate esperar pelo vôo de Dallas, que só sai 13:25.

Ah, eles são muito desenvolvidos, até a privada deles é automática... kkkkkkkk. É o seguinte, depois de tantas horas de vôo, fui ao banheiro em Miami, então a surpresa: ao se levantar da privada, automaticamente, a descarga dispara. Kkkkkk, inteligente não? Evita muitos constrangimentos. Kkkkkk. Ao sair do banheiro avistei um free shop com cada coisa, uma mais linda que a outra, ao querer entrar pediram meu cartão de embarque, ao verem que o vôo era doméstico, ou seja, para dentro dos EUA, não deixaram eu entrar. PQP! Barrada! QUE PUTA FALTA DE SACANAGEM!! Ao continuar pelo longo corredor, encontrei uma lojinha na promoção, tudo a $10. Meu sonho! Kkkkkkkk

O meu celular ficou sem sinal em Miami e não tem ao menos uma lan house pra eu avisar que to legal...

Vim comer algo no Corona Beach House, depois de perguntar se podia vir sem pimenta o prato que eu queria e isso ter sido negado, pedir uma torta de maçã e ela também ser negada, pedi um breakfast, pancakes com coca cola. O restaurante é beeem legal e com a fome que estou qualquer coisa é deliciosa.

Realmente, pra quem é acostumada com a panqueca da vovó, super recheada, isso aqui não tem a mínima graça.

Essa espera é um porre, ainda mais quando se está com sono. Só não digo que é programa de índio por que to indo pra Califórnia. Kkkkkkk. As pessoas desse aeroporto devem achar que sou louca, porque já fui e voltei várias vezes nesse corredor.

O vôo para Dallas foi tranqüilo, tirando a aflição que passei achando que já eram 16 hs e meu vôo para San Diego era as 16:55. Mas, esqueci que existe fuso... Ao chegar no aeroporto procurei o balcão da AA logo, peguei a passagem e sai correndo para pegar o trem (pra ver como o aeroporto é grande) para ir pro A15. No trem perguntei as horas pra uma senhora e eram ainda 15:29. Não acreditei! Ao sair do trem procurei as escadas, só vi as rolantes. SOZINHA EM UMA ESCADA ROLANTE!!! Tive que superar meu medo! Kkkkk.

Ao chegar no A15 perguntei as horas novamente. É, eu havia corrido e me desesperado a toa. Isso tudo só aumentou a minha fome. Procurei algo pra comer urgentemente. Comprei um pão com queijo, não sei o que é direito, só sei que é uma delicia. Ai ai, depois dessa é só sentar e esperar.

Ah, lembrei da Mari Gramatico aqui. Sabe aquelas maquininhas de refrigerante, que você põe a moedinha, escolhe e o refri desce? Então, aqui tem várias dessa: refri, biscoitos, MAQUIAGEM... kkkkkk. É isso mesmo, maquininha de maquiagem. E tem tudo: acessórios, make up, esmaltes, cílios postiços... TEM TUDO!!kkkkkk. São da marca Sephora.

O vôo pra San Diego foi o mais angustiante, pois queria que chegasse logo. Minha bunda já estava quadrada de passar tanto tempo sentada numa poltrono de avião ou de saguão de aeroporto. Kkkkkk.

Quando cheguei a SD minha mãe estava a minha espera, aí foi festa! Estava com muitas saudades dela. Já tinha mais de um mês que não a via.

Beem, o resto, como é a cidade e essas coisas eu posto depois.

Um beeeijo, se cuidem e se divirtam!!!

3 comentários:

terra thais disse...

Quee liindo Carol... *-*

vc sabe falar inglês mt bem né?! :p

beeijo

Lázaro Gomes disse...

Você escreve muito bem, com bastante originalidade!

Continue postando, está interessante!

fadacah disse...

Que orgulho filha!!!!!!!!!!!!

Postar um comentário